17:22, 15 dez 2021
Eventos

​Cetur entrega pesquisa sobre Festival Gastronômico à Agência de Turismo

Notícia

O Festival Gastronômico de Taquaruçu é um evento que já entrou para o calendário da Capital e por isso, identificar a opinião de turistas, visitantes e comunidade é importante para o seu desdobramento e impacto para o turismo de Palmas. Deste modo, o Conselho Empresarial de Turismo da Fecomércio (Cetur) realizou durante o evento deste ano (28 e 31 de outubro) uma pesquisa para avaliar pontos de melhorias e o perfil do visitante. Os resultados foram entregues ao então presidente da Agência de Turismo, Márcio Neres, no último dia 13 de dezembro.

Participaram da reunião além do presidente do órgão, o presidente do Sistema Fecomércio Tocantins, Itelvino Pisoni, o presidente do Cetur, Marcelo Perim e o presidente da Abav, Rodolfo Ferreira.

Além de identificar a opinião de turistas, visitantes e comunidade no que se refere ao 15º Festival Gastronômico de Taquaruçu 2021, a pesquisa tinha como objetivo avaliar a opinião dos participantes a respeito da organização do evento, a geração de negócios e a utilização do trade turístico local. Por meio do questionário, a pesquisa procurou ainda traçar o perfil do frequentador do local.

De acordo com o presidente do Cetur, Marcelo Perim, os dados poderão ser usados para tomada de decisões sobre investimentos e melhorias no evento. “A geração de números e informações sobre o turismo no estado é de fundamental importância para que o setor possa fazer o planejamento de investimento e maximizar o retorno de investimento e nesse sentido o Cetur Fecomércio atua no apoio ao trade turístico do Tocantins”, disse.

Dados principais

Do total de entrevistados durante o Festival Gastronômico, cerca de 67% são do gênero feminino. A maioria (86,89%) são residentes de Palmas, sendo apenas por volta de 5% participantes de outros municípios do Estado e 4% de outros estados. Grande parte (91%) dos participantes classificaram como excelente ou bom o evento. Mais de 80% dos participantes se disseram seguros em relação às medidas de prevenção ao contágio do novo Coronavírus (SARS-CoV-2). A amostra da pesquisa foi de 519 participantes.